Inteligência empresarial: o que é e como maximizar sua empresa

Quando você vê uma empresa prosperando, sua visão passa a ser apenas de um local exclusivo de atividade comerciais. Mas já pensou em todo o processo que se envolveu e envolve para tudo aquilo acontecer?

Então, eis que entra a inteligência empresarial, com seus conceitos e formas que poderão ajudar uma empresa a ser próspera.

Gostou dessa possibilidade? Então venha mais sobre o que é, a importância e as principais funções da inteligência empresarial.

O que é a inteligência empresarial?

A inteligência empresarial nada mais é que a captação de dados e informações, que se tornarão análises mais criteriosas e estratégias mais assertivas, dentro de uma tomada de decisão.

Conhecida também como inteligência de negócios, essa prática está envolta a três importantes pilares:

  • Tomada de decisão;
  • Planejamento estratégico e
  • Conhecimento do mercado.

Já sua finalidade, é a busca de uma maior relevância dentro do mercado, atrelada a um melhor nível de gerenciamento. Ponto, este, fundamental, onde os colaboradores inseridos nessa ação terão um convívio melhor de equipe, além do entendimento sobre liderança e a experiência de lidar com as diferenças.

Ainda está complicado entender? Vamos exemplificar da seguinte forma. Imagine um motorista que possui um percurso a fazer com diversas alternâncias. Há um gps com detalhes significativos sobre o todo o trajeto, mas ele opta por seguir sua intuição e experiência.

Agora, imagine que o GPS é a inteligência empresarial. Ali está a fonte compactada dos dados necessários para seguir o caminho mais assertivo aos objetivos traçados.

Qual é a importância da inteligência empresarial?

Abrir uma empresa é o sonho de uma boa parcela da população. Ter o seu próprio negócio. Trabalhar para si mesmo.

O grande problema desse objetivo, é abrir um empreendimento ser ter uma estratégia, pagamento e organização bem definidas.

Para se ter uma ideia, em tempos de pandemia, mais de 600 mil empresas fecharam no Brasil, segundo a Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios).

Claro, talvez ninguém esteja preparado para uma pandemia. Mas atrelado a organização e a uma inteligência de negócios, uma empresa tende a ter mais chance de sobreviver em meio à turbulência que o mercado possa vir a sofrer.


Conheça o software de RH que pode aumentar em até 80% a eficiência de contratação da sua empresa.

Reduza em até 80% o tempo de triagem de contrações com a TAQE
Reduza em até 80% o tempo de triagem de candidatos da sua empresa

Quais as principais funções da inteligência empresarial?

Bom, a principal função é muito clara, certo? Gerar dados de forma que seja possível tomar decisões e montar estratégias mais assertivas. Mas podemos aprofundar mais nessas questões, pois, a inteligência empresarial tem como função:

Diminuição dos riscos

A análise de mercado e da própria empresa, escancara problemas e dará novos horizontes. Como explicado lá no início, haverá um mapa com detalhes, pronto para ser usado.

Novos olhares

Esses dados proporcionam algo que não seria possível notar sem eles. Dessa forma, abre novas portas, caminhos e objetivos para qualquer empresa explorar novas oportunidades.

Escolhas mais ágeis

O mercado se atualiza muito rápido e pode ser cruel demais. Por isso, tomar a decisão é fundamental, e o melhor, ser ágil nessa ação é mais benéfico ainda.

Como colocar a inteligência empresarial em prática?

A porta de entrada para a implementação da inteligência de negócios, junto da gestão analítica, é o poder de análise de métricas. Esse passo visa o envio de relatórios através dos indicadores de desempenho.

Mas para isso ocorrer, será necessária uma base de qualidade e com segurança, evitando vazamento e informações falsas. Por isso, é vital o investimento em CRM ou Big Data.

Informações vinda de todos os setores, dará outros aspectos e ideias importantes no processo. E lembre-se, os dados precisam ser lidos por alguém com alto poder analítico, que pensa estrategicamente e definirá os detalhes do mapa a ser criado.

Quais as principais vertentes da inteligência empresarial?

Como já citado, há três importantes pilares, ou, no caso, vertentes da inteligência empresarial:

Coleta de informações

A empresa precisa entender onde está inserida. Por isso, deve realizar a coleta de informações compreendido fatores externos, como: cultura, política, economia, concorrentes e o comportamento do seu consumidor.

Fora, as questões internas: qualidade do produto oferecido, inovações tecnológicas, dimensão do mercado, colaboradores qualificados e diferenciados. 

Custos e riscos

Qualquer empresa terá custos e riscos. A estratégia desenvolvida sempre foca em resultados positivos. Por isso, é vital o investimento em outras áreas, que terão papel fundamental nesse processo, como os recursos humanos, por exemplo.

Objetivos e metas

O futuro de uma organização é definido através de missões, valores e visão. Isso desenvolverá o caminho a ser percorrido e as metas a serem alcançadas. Aliás, todos os setores em conjunto precisam ter as definições de seus objetivos claros, para o trabalho ser feito em sincronia.

Benefícios da inteligência empresarial nos negócios

Não estaríamos falando bem da inteligência empresarial, se não houvesse benefícios, certo? Então abaixo, confira os principais:

  • Contribuição nos planejamentos: tudo precisa ser bem planejado, seja na vida ou na sua empresa. E como ter algo bem planejado? Basta ter o máximo possível de dados e possibilidades analisadas, para que dessa forma, a melhor tomada de decisão ocorra.
  • Previsões seguras: tomar uma decisão é uma responsabilidade grande. A pressão por resultados é imposta aos gestores, que precisam de uma maior segurança antes de definir alguma medida.
  • Redução de riscos: com os dados em mãos, é possível “nortear os riscos”, onde será possível até prever essas questões e se preparar ou evitar que aconteçam.