fbpx

Funcionários para toda a vida: trate-os como clientes

As empresas gastam inúmeras horas e recursos infinitos em iniciativas relacionadas ao cliente para ajudar a fidelizá-los para toda a vida, desde identificar mercados-alvo, atender a desejos e necessidades específicas e desenvolver estratégias de marketing eficazes para aprimorar o atendimento ao cliente, melhorar o engajamento e buscar feedback.

Uma progressão natural para empresas experientes que adotam o mantra “as pessoas são nosso maior patrimônio” é traduzir sua abordagem focada no cliente para sua força de trabalho, cuidando de seu pessoal e tratando-os como clientes. Isso ajuda a criar funcionários para a vida.

Os empregadores que mudam o roteiro e tratam os funcionários como clientes estarão mais bem posicionados para se tornarem empregadores de destino – da contratação à aposentadoria – com um sólido pipeline de talentos que pode resistir a qualquer tempestade. Abaixo estão cinco áreas para os líderes empresariais considerarem ao avaliarem como podem tratar seus funcionários como clientes.

Entenda os impactos nos negócios

Da mesma forma que os clientes têm um impacto significativo no resultado final, funcionários altamente valorizados podem ter efeitos de longo alcance em vários aspectos das operações comerciais. 

Os funcionários são a cara de uma empresa e servem como eixos que conectam os clientes aos produtos e serviços de uma empresa, facilitam a experiência com um excelente atendimento ao cliente e geram novos negócios ou referências.

Os funcionários incorporam valores e comportamentos desejados que impulsionam a cultura da empresa, o que afeta a marca, as iniciativas de vendas e crescimento e os esforços de recrutamento e retenção. 

Os colaboradores são a força vital de uma organização e, sem eles, não há negócios, por isso é fundamental que os empregadores os tratem com respeito e valorizem suas contribuições para o sucesso contínuo.

Busque o feedback dos funcionários

Assim como as empresas buscam continuamente o feedback dos clientes para solidificar os relacionamentos, refinar as táticas e melhorar as ofertas, os empregadores devem desenvolver maneiras de avaliar os desejos e necessidades dos funcionários. 

Isso significa que os empregadores podem oferecer programas e benefícios relevantes para sua força de trabalho e consistentes ou melhores do que os padrões do setor.

Por exemplo, embora os benefícios de deslocamento possam ser uma oferta popular para muitas empresas, eles não são viáveis ​​em áreas sem transporte de massa, então o benefício não é utilizado e os funcionários não ganharam nada. 

Os empregadores devem realizar pesquisas de clima anuais para avaliar o pulso da força de trabalho e determinar áreas, benefícios e vantagens que podem ser melhorados ou adicionados para fazer a diferença na satisfação e retenção dos funcionários.

Leia também: 10 maneiras eficazes pelos quais os funcionários podem compartilhar feedback construtivo

Impulsione o Desenvolvimento Profissional

Da mesma forma que as empresas implementam eventos de fidelização de clientes para melhorar o engajamento e educar os clientes, as empresas devem desenvolver programas robustos de desenvolvimento profissional que mantenham os funcionários engajados, aprendendo e crescendo com a empresa. 

Os programas de desenvolvimento profissional devem oferecer uma variedade de recursos que se alinhem aos objetivos individuais e de negócios. Isso pode incluir treinamento no local de trabalho, instrução de supervisão, programas formais de orientação, cursos ministrados por instrutor, aprendizado online e conferências para ajudar os funcionários a aprender de maneira abrangente que suporte vários estilos de aprendizado.

Com as oportunidades de desenvolvimento profissional no topo da lista para muitos candidatos a emprego, as empresas que oferecem aprendizado estratégico de longo prazo que leva ao avanço na carreira, por sua vez, promoverão funcionários efetivos com conhecimento institucional que pode orientar a empresa no futuro.

Fornecer um bom serviço aos funcionários

Quando os clientes têm problemas ou questões, normalmente é a qualidade do atendimento ao cliente de uma empresa que fará ou quebrará relacionamentos e afetará os negócios em andamento e a retenção de clientes. 

Uma frase bem conhecida de que “as pessoas desistem de gerentes, não de empresas” apoia uma filosofia de fornecer um bom serviço aos funcionários, que normalmente deve ser dado em relacionamentos eficazes entre gerente/funcionário. No entanto, nem todos os gerentes estão preparados para ser líderes e supervisionar subordinados diretos, o que pode causar problemas de retenção de funcionários para empresas que tentam criar funcionários para a vida.

Os líderes de negócios devem garantir que os gerentes sejam devidamente treinados e tenham as habilidades necessárias para gerenciar os funcionários. Os líderes devem periodicamente medir o pulso de todos os funcionários associados aos supervisores usando avaliações de 360 ​​graus. 

O feedback de todos os ângulos dá às empresas uma visão mais diversificada dos pontos fortes e fracos dos líderes. Com base nas informações, planos apropriados podem ser feitos para treinamento adicional, desenvolvimento ou transferências para ajudar a melhorar as situações e aumentar a retenção de funcionários.

Apoiar o bem-estar dos funcionários

Da mesma forma que os representantes da empresa cuidam de seus clientes, construindo relacionamentos genuínos com eles em um nível emocional, as empresas devem demonstrar preocupação com a saúde e o bem-estar dos funcionários. 

Com o bem-estar dos funcionários se tornando uma área crítica para muitas empresas, é importante que os líderes adotem uma abordagem holística que está incorporada ao DNA da empresa. Isso significa elevar os padrões dos programas de bem-estar e atender às expectativas da força de trabalho. O bem-estar deve ser considerado em todos os aspectos das operações de negócios, desde branding e produtividade até desempenho e propósito.

Os empregadores também devem perceber que muitos fatores influenciam a vida dos funcionários e sua saúde geral, como carreira, social, financeiro, físico, comunitário e mental/emocional. As empresas que colocam um foco mais nítido na saúde e bem-estar dos funcionários e implementam programas/processos para apoiar os funcionários estão demonstrando seu compromisso contínuo em cuidar de seu pessoal. 

Esse nível de cuidado com os funcionários eleva as empresas a empregadores de destino e aumenta a confiança dos funcionários – uma lealdade conquistada que pode levar as empresas a bons e maus.

As empresas que cuidam de seu pessoal com uma abordagem abrangente que reflete a maneira como tratam os clientes devem ter uma força de trabalho mais estável que exiba esforços discricionários para o sucesso a longo prazo.

Texto traduzido da Forbes