Diversidade: como construir nas empresas e por que é importante

Sabemos que a sociedade é composta por pessoas completamente distintas umas das outras, classificadas de acordo com suas raças, etnias, crenças, gêneros, orientações sexuais e muitos outros aspectos. Mesmo possuindo tantas diferenças, quando pensamos no âmbito corporativo, grande parte destas pessoas buscam a mesma coisa.

Mesmo vivendo em uma sociedade e em um país tão diversificado, onde podemos visualizar de todos os tipos de diversidade ao sairmos na rua, ainda há uma grande parcela de preconceito existente com outras pessoas. E o meio organizacional têm a responsabilidade de construir um lugar igualitário, diminuindo assim o preconceito existente no ambiente de trabalho. 

Além de viver com as dificuldades presenciadas nas ruas, estas pessoas discriminadas podem sofrer com hostilidade dentro do âmbito trabalhista e por isso, têm de receber o total apoio de sua empresa e de seus proprietários, auxiliando em sua saúde mental e como fruto da boa ação, promovendo uma imagem positiva da empresa.

Partindo desta premissa, vamos explorar um pouco sobre o tema “diversidade”. 

Vem com a gente!

O que você irá conhecer?

  1. O que é diversidade nas empresas?
  2. Qual a importância de promover a diversidade na organização?
  3. A diversidade no processo seletivo
  4. 5 benefícios de implementar a diversidade nas empresas
  5. A diversidade no Brasil
  6. Qual o papel do RH em promover a diversidade na companhia?
  7. A diversidade na liderança

 

O que é diversidade nas empresas?

A diversidade está presente nas empresas como uma forma de integrar diferentes pessoas em um quadro de colaboradores dentro de suas dependências, evitando criar estereótipos, pois tem minimamente o objetivo de contratar a pessoa que mais se destacou e se identificou com a empresa, independentemente de seu gênero, raça, religião e outras diferenças que podem ser usadas para discriminação e preconceito.

A implementação deste tipo de ação em uma empresa fornece a possibilidade de trabalho para públicos que ainda sofrem com essa questão, como as pessoas debilitadas, negras, pertencentes à comunidade LGBTQI+ e outros múltiplos grupos que sofrem com a intolerância gerada na sociedade. 

Em um ambiente diverso, a troca de ideias e experiências entre os diferentes perfis tende a fornecer um crescimento e inovação para a empresa, derrubando tabus de preconceitos que possivelmente podem estar presentes em pequenos grupos de uma companhia, assim como na sociedade. 

Por conta dessa inclusão, a empresa ganha notoriedade e reconhecimento no mercado em relação a outras empresas que podem investir por conta dessa diversificação de pessoas, além de atrair a atenção de outros possíveis candidatos que apoiem organizações que realmente se preocupem com este assunto tão delicado ainda nos dias de hoje.

Qual a importância de promover a diversidade na organização?

Com o passar dos anos, o cuidado e a forma de se lidar com as diferentes formas de diversidade tem ganhado mais atenção devido ao aumento do número de casos de hostilidade apresentada contra grupos considerados “diferentes”. Mesmo com essa dificuldade enfrentada durante o dia a dia, precisavam lidar com as questões básicas da sociedade, como arrumar um emprego, conseguir formas de se fazer dinheiro para que pudessem viver. Infelizmente, a discriminação também sempre esteve presente no mercado de trabalho e por conta disso, sofriam para entrar e se “encaixar” nas empresas.

Agora, ainda há aqueles que são motivados pelo ódio contra essas pessoas, mas ainda assim, ganharam mais apoio em suas lutas diárias. Por isso, organizações que se mostram determinadas em contratar funcionários com as mais diversas características tendem a ser admiradas pelas pessoas de dentro e de fora da empresa, colaborando para a geração de uma imagem positiva e integradora. 

Além de gerar ganhos tanto para funcionários como para as empresas, tal iniciativa de alocar diversos tipos de funcionários e recebê-los bem, torna mesmo em uma pequena parcela, um mundo melhor para todos os envolvidos nesta causa.

A diversidade no processo seletivo

A implementação da diversidade da empresa deve estar presente na cultura organizacional presente no local, possibilitando a liberdade de expressão de todos os funcionários. Para iniciar um processo como esse, é de suma importância que a empresa possua em sua identidade este tipo de diversidade presente e que propicie o devido cuidado e zelo em suas dependências.


O software de recrutamento e seleção da TAQE permite aos recrutadores estabelerem critérios de diversidade e atribuam esse peso para aumentar a afinidade do candidato com a vaga.


Assim, a cultura deve ser repassada para os principais responsáveis pelo recrutamento de pessoas, ou seja, deve ser aplicada pelo profissional de Recursos Humanos. Como recrutador, o colaborador deve elaborar processos seletivos que possa promover a sua escolha dentre o melhor perfil para a empresa, sem influência de características físicas ou gênero do candidato, mas sim relacionada à sua capacidade técnica.

5 benefícios de implementar a diversidade nas empresas

5 benefícios de implementar a diversidade nas empresas

Mais do que promover um ambiente de trabalho agradável e abrir as portas para a diversidade, a implantação de diversos grupos de pessoas nas empresas tende a promover diversos benefícios para ambos os envolvidos.

Abaixo, listamos 5 benefícios de implementar a diversidade no ramo corporativo:

1. Imagem da empresa:

Como dito, em empresas que promovem este tipo de contratação, normalmente possuem uma atenção e destaque maior por ser inclusiva e atenciosa às causas ideais perante o mercado de trabalho e seus funcionários.

2. Empresas mais lucrativas:

Organizações que possuem executivos com uma variedade de perfis diversificada tende a lucrar mais, segundo dados presente em um estudo realizado pela empresa de consultoria empresarial americana McKinsey & Company. Com dados obtidos no ano de 2017, a companhia pôde mostrar que em empresas com maior diversidade em seu escalão, tende a obter diversos benefícios financeiros comparadas aquelas com uma menor taxa de diversidade.

3. Incremento de criatividade:

Com a junção de diferentes perfis em um único espaço, o surgimento de diferentes ideias e formas de pensamento conduz-se para brainstormings que promovem um enorme potencial para aumento da criatividade entre as trocas de conhecimento entre os grupos de pessoas.

4. Melhoria de turnover e conflitos:

Em um ambiente propício ao respeito entre os distintos gêneros, crenças, costumes e orientações sexuais, torna-se consequente a melhora no ambiente de trabalho e a redução de aspectos gerados por conta de atritos, como a rotatividade excessiva de troca de funcionários, conhecida como turnover e conflitos gerados por conta de discordância.

5. Aumento de produção e efetividade:

Consequente do resultado de todos os benefícios mencionados, é evidente que a produção, metas e objetivos serão alcançados e melhorados por conta da presença de um ambiente confortável e adequado para a permanência de diferentes grupos que, juntos, aumentam a qualidade de vida e a efetividade do trabalho realizado.

A diversidade no Brasil

Com um largo e sortido território, o Brasil apresenta variadas formas de cultura em sua extensão, diferenciando-as através de suas regiões. Cada lugar do país possui suas danças, crenças e costumes distintos do outro, e por conta disso, a diversidade entre os povos é uma das características fortes que o Brasil possui, influenciada por sua história.

Os primeiros habitantes eram os povos indígenas que logo foram influenciados pelos colonizadores portugueses, europeus e os escravos africanos levados às terras brasileiras. Séculos depois, a cultura brasileira foi expandida com a chegada de imigrantes árabes, italianos, alemães e muitos outros que implementaram suas formas de viver no país.

Contudo, por conta da variedade de povos e gostos adaptadas na sociedade brasileira, existem aqueles que ainda se sentem incomodados com algo considerado “diferente” e estes acabam sendo responsáveis pela discriminação e preconceito existentes nos dias de hoje. Nas empresas, a intolerância ainda existe, mas pode e deve ser administrada da melhor forma por seu proprietário através de sua cultura organizacional. 

Hoje, esse trabalho de integração cultural tem sido visto com outros olhos pelas organizações, assim fornecendo o suporte e a promessa de ambientes de trabalho adequados para consentir com as distintas formas de viver.

Qual o papel do RH em promover a diversidade na companhia?

A ideia de proporcionar um local adequado para a permanência entre diferentes povos é dos seus donos. Contudo, as principais ações para aprimoramento da ideia são realizadas pelos profissionais do RH. Antes de pensar nesta possibilidade, o colaborador deste setor deve trabalhar o conceito com os funcionários já estabelecidos no local, apresentando o código de conduta de respeito ao próximo e todas as consequências motivadas pelo preconceito.

Além de “preparar” o ambiente ao entrar em contato com seus colaboradores, é ideal que a empresa realize mudanças na estrutura do complexo, promovendo campanhas expostas de apoio à diversidade e adaptações para pessoas com necessidades especiais, como cadeirantes, deficientes visuais, auditivos e todos os outros.

Depois disso, está na hora de receber as variadas etnias, orientações sexuais, crenças e costumes de mente e braços abertos. O setor deve promover processos seletivos adaptados e que possam filtrar os candidatos pelas suas competências próprias, sem diferenças culturais.

Quais os desafios?

quais-os-desafios-da-diversidade

Por ser um assunto considerado “delicado” e que ainda é discutido em todo o mundo, a ideia de inserção da diversidade nos dias de hoje ainda sofre com a discriminação e outros problemas relacionados à sua aceitação. 

Segundo pesquisa feita pelo Vagas.com , uma plataforma dedicada à seleção e recrutamento para empregos, cerca de 60% dos profissionais de RH das empresas afirmam que o ambiente no qual trabalham atualmente, não possuem programas de inclusão para este tipo de colaboradores, uma consequência provocada pela falta de informação, aceitação dos outros funcionários, falta de preparo do setor de Recursos Humanos e principalmente, pelo preconceito ainda existente.

Por isso, o propósito de consentimento entre a diversidade de funcionários em uma empresa ainda enfrenta dificuldades para ser implementada e assim, afetando as vidas de pessoas que além de tudo, sofrem com intolerância e severidade pela sociedade fora do ambiente de trabalho no qual possui dificuldades para adentrar.

A diversidade na liderança

De acordo com estudos realizados pela 1ª consultoria de engajamento do Brasil, a Santo Caos, cerca de 41% das pessoas pertencentes à comunidade LGBT tem sofrido discriminação no ambiente de trabalho. Além desse número, foram relatados que 61% dos colaboradores LGBT preferem esconder sua sexualidade dos outros funcionários para evitar este tipo de “problemas” e discussões.

Em questão de liderança, o estudo descreve que 33% das empresas brasileiras preferem esquivar-se da contratação de pessoas LGBT para cargos de liderança e chefia das empresas. Com essas decisões, as empresas tendem a perder segundo estudos da Wisconsin LGBT Chamber of Commerce , no qual são revelados números de companhias que possuem colaboradores LGBT em cargos de alto escalão possuem cerca de 61% de performance maior em comparação a empresas que não administram este tipo de diversidade em suas culturas organizacionais.

Por isso, a demonstração de apoio a essas causas na sociedade e nas empresas tem o potencial de tornar a imagem mais positiva e integradora da empresa, além de poder abrir as suas portas para talentos subestimados e principalmente, ser responsáveis por tornar o mundo um lugar mais justo e igual.