fbpx

Análise SWOT: o que é e por que implantar em seu RH?

Saber dos pontos fortes e fracos de uma empresa é uma questão vital para o RH. Conseguir associar essas informações com novas oportunidades e ameaças, passará a ter uma condição de informações para se dar início a planejamentos estratégicos com objetivos claros de crescimento.

Por isso, nesse post, você entenderá mais sobre a FOFA, ou melhor, a Análise Swot. Uma ferramenta de uso geral, voltada a tomadas de decisões e estruturação estratégica do Recursos Humanos. Confira.

O que é a análise Swot?

A análise Swot é uma ferramenta fundamental para o RH detectar questões como: pontos fortes, pontos fracos, ameaças e oportunidades no ambiente de uma empresa.

É importante frisar que essa técnica pode ser utilizada em específicos objetivos, como tomadas de ação, por exemplo. No RH, poderá auxiliar em questões como gestão de pessoas.

Mas o que significa o Swot? Para os mais curiosos, essa sigla significa Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats (abaixo mais detalhes), o que na tradução livre seria: Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças. Dessa forma, é comum que essa análise também seja chamada por aqui como FOFA.

Destrinchando ainda mais essas questões, os quatro pilares da Análise Swot se concentram em características internas (Forças e Fraquezas) e externas (Oportunidades e Ameaças). A seguir uma breve descrição sobre cada.

  • Strenght / Forças: destaca os pontos fortes da empresa, que podem ser intensificados em busca do objetivo e a melhorar os resultados.
  • Weaknesses / Fraquezas: demonstra os pontos fracos, capacitando a empresa em buscar melhorias visando melhores resultados.
  • Opportunities / Oportunidades: através dos dois resultados acima, será possível identificar as questões externas da empresa, avaliando as principais medidas.
  • Threats / Ameaças: prevê as ameaças que podem ou que estão ocorrendo, aliando planejamento para solucioná-las.

Quais os benefícios?

A análise SWOT, de fato, não resolverá as questões, até por ser uma ferramenta considerada não precisa. Mas, que possui como principais benefícios ser o ponto de partida para tudo, principalmente, em tomadas de decisão.

Aliada aos Recursos Humanos, as análises poderão oferecer questões que a empresa ainda está preparada para apresentar. A seguir, veja alguns benefícios de utilizá-la:

Identificação de questões urgentes

Como já explicado, a análise Swot apresentará os pontos fortes e fracos. No universo do RH, imaginemos um cenário onde uma das fraquezas da empresa é não ter o número necessário de funcionários para determinada função específica, mas, com elevados cargos em que outro setor é pouco exigido. Possuindo essas informações em mãos, o profissional da área poderá visualizar o problema e preparar a solução, garantindo que ela seja resolvida.

Tomadas de decisões

Existem diversos conflitos entre colaboradores, como solucionar? Através da análise de matriz FOFA, o RH poderá avaliar o que irá ajudar mais a empresa, em questões de decisões nesse cenário. O caminho ideal poderá ser facilmente escolhido.

Crescimento da empresa

Sabendo os pontos fracos e ameaças, o RH, tendo um papel mais estratégico, poderá otimizar as soluções que impedem o crescimento da organização, ajudando, dessa forma, a chegar mais rápido aos objetivos.

Como funciona a análise Swot?

De forma muito simples, a análise Swot deve ser aplicada em um quadro, onde serão apresentadas as quatro questões: Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças.

  • Forças: pode ser questões como ter uma boa equipe de colaboradores no setor que mais gera receita. Além desse setor ser um exemplo a ser seguido, planejamentos para potencializá-lo poderão ser implementados.
  • Fraqueza: varia desde a falta de matéria-prima, benefícios não tão atrativos que possam gerar turnover, condições não ideais de ambiente de trabalho e até mesmo a falta de engajamento de colaboradores com o objetivo da empresa.
  • Oportunidades: é o único ponto que não terá controle, precisa de análises detalhadas que visam o futuro e caminhos novos que a empresa poderá seguir.
  • Ameaças: um novo concorrente ou leis trabalhistas, que forçaram a empresa a se adequar.

Montando todas essas informações no quadrado, esse visual ajudará a relacionar os pontos e facilitar o entendimento de qual estratégia usar.

Abaixo uma imagem para exemplificar:

exemplo-analise-swot

A relação dessas informações é chamada de “Swot cruzada”, onde as questões externas e internas serão relacionadas. Exemplo:

  • Forças x Oportunidades: relaciona os pontos fortes que podem ser aproveitados através de oportunidades inseridas no mercado.
  • Fraquezas x Oportunidades: aqui visa não perder oportunidades do mercado através de pontos fracos da empresa.
  • Forças x Ameaças: dará uma visão de como os pontos fortes podem evitar questões de ameaças e minimizar possíveis problemas.
  • Fraquezas x Ameaças: veremos aqui quais os pontos fracos precisam ser solucionados, para que a empresa não perca espaço no mercado para concorrência.

Quer saber como aumentar a produtividade na contratação de talentos da sua empresa:

Conheça o Software de RH completo da Taqe.


Qual é a importância da análise SWOT para o RH de uma empresa?

É a de apresentar questões que a empresa ainda não tenha conhecimento, além de já estruturar suas soluções. Isso dará um grau maior de importância ao setor, o levando ao nível mais estratégico, sendo próximo da participação de evolução de qualquer organização.

A aplicação da análise SWOT nas empresas

No geral, a aplicação de ferramentas é muito positiva. Mas há contrapontos importantes para sempre considerados. É preciso notar a opinião de especialistas, que julgam a Swot como algo subjetivo, onde questões de força e fraqueza podem depender de um contexto maior.

O bom, é que o Recursos Humanos, por trabalhar com pessoas, possui o necessário para encarar toda essa subjetividade.

Para solucionar essa questão, o correto ao aplicar a análise Swot na empresa, será a de dar pesos nas questões apresentadas: pontos fortes e fracos. Com isso, será determinante a energia levada aos objetivos mais precisos.

Qual relação da análise SWOT com outras ferramentas?

A análise de Swot é uma boa ferramenta para dar um pontapé inicial no planejamento estratégico de uma empresa. Com ela, saberemos os pontos fortes e podemos relacioná-los a questões que podem atrapalhar a evolução da organização no futuro, além de aproveitar oportunidades do mercado para potencializar os ganhos.

Isso vale ao seu contraponto, a fraqueza. Solucionando as questões negativas e fortificando o crescimento de forma conjunta.

Mas aliado a Swot, existem duas outras ferramentas interessantes de uso para o RH: a 5 Forças de Porter e a Matriz de Ansoff.

As 5 forças de Poter visam analisar os mercados promissores. A empresa deseja se arriscar em novas oportunidades? Encontrou uma? As 5 forças irão dar uma análise completa desse novo caminho, através de informações, como:

Rivalidade entre os concorrentes: ver quem já está inserido e investindo pesado nessa “oportunidade”.

Poder de barganha dos clientes: capacidade dos clientes para colocar o negócio sob pressão e negociar condições e pagamentos.

Ameaça de novos entrantes: possibilidade de novos concorrentes aproveitarem essa oportunidade e investirem nesse mercado.

Poder de barganha dos fornecedores: análise detalhada de possíveis monopólios de fornecedores e estudo de preços.

Ameaça de produtos substitutos: novidades, situações em que algo novo substitui algo antigo de forma dominantes. Exemplo: imaginem como táxis perderam a força com a chegada da Uber, por exemplo.

Já a ferramenta Ansoff, a partir de informações de pontos fortes, fracos, oportunidades e ameaças, dispostos no quadro com os dados gerados (conferir o tópico: Como funciona a análise Swot?), poderá definir uma estratégia, entre:

  • Penetração no mercado: conquista de novos clientes, sem a criação e gastos de novos produtos.
  • Desenvolvimento de produtos: conquista de novos clientes, mas com a criação e gastos de novos produtos.
  • Desenvolvimento de mercado: usar produtos em outros tipos de mercado.
  • Diversificação: Lançar novos produtos em novos mercados.