fbpx

Recrutamento Inclusivo: Porque e como promover diversidade no RH

Cada vez mais popular no mercado de trabalho, o recrutamento inclusivo nas empresas é um tema extremamente importante. Atualmente, apenas 2% dos empregados são PCD, apesar de quase 24% da população ter algum tipo de deficiência.

Outro fato que também chama a atenção é que apenas 13% dos cargos de liderança são ocupados por mulheres, e as mesmas recebem em média 30% a menos que os homens do mesmo cargo. 

E as taxas de desemprego e empregos mal remunerados são maiores em relação à população negra, bem como a maior parte da discriminação. 

Isso mostra que ter uma empresa de olho na diversidade afeta todos os fatores de construção social como: 

  • Idade;
  • Nacionalidade;
  • Posição social;
  • Orientação sexual;
  • Entre outros.

Em um mercado cada vez mais globalizado, a diversidade nas organizações vai além do respeito e da aceitação das diferenças, e não deve ser somente um programa social. Uma empresa com representatividade tem mais oportunidades para se destacar no mercado e alcançar os melhores resultados!

O que é a diversidade e por que promover no RH?

Podemos dizer que a diversidade é um grupo de pessoas com diferentes habilidades e características que fazem parte de diferentes grupos culturais. Dentro das empresas a diversidade é representada por profissionais de todas as idades, etnias, orientação sexual, classe social, gênero, religião, deficiência, cultura e outras categorias.

E é por isso que a diversidade é tão importante no trabalho, pois a organização consegue ter equipes que são capazes de oferecer um universo de oportunidades para o desenvolvimento de novos conhecimentos, gerando maiores vantagens competitivas. 

Uma empresa que possui uma cultura organizacional que trata a diversidade como parte estratégica tem mais facilidade para adaptar o desenvolvimento e a inovação das pessoas.

E com um ambiente de trabalho saudável fica mais fácil para as pessoas com diferentes perfis trocarem experiências. Com isso, o ambiente organizacional é mais motivador e capaz de transformar o negócio, criando mais valor para os produtos e serviços da empresa. 

Construção gradativa

Mas a diversidade é algo que precisa ser construído aos poucos para que todos possam dialogar. E é função da área de RH promover a diversidade nas empresas, especialmente junto às lideranças. Dessa forma é possível encontrar iniciativas e soluções para que diferentes perfis possam colaborar para o crescimento e desenvolvimento da companhia.

Vale lembrar que trabalhar a diversidade não significa apenas priorizar a seleção de determinados grupos de pessoas, mas sim considerar todos sem preconceito!

Também é preciso ficar atento, pois o contrato de trabalho não pode conter vantagens para apenas uma das partes, ou seja, a empresa e o contratado precisam sentir que estão agregando e recebendo o valor, pois, caso isso não ocorra, a limitação de um e de outro falará mais alto em algum momento. 

Isso significa que não é simplesmente contratar alguém para cumprir uma lei. É preciso se concentrar no que a diversidade irá trazer como resultado para a empresa e procurar bons candidatos em lugares diferentes. 

Leia também: Por que o RH não deve tratar todos da mesma forma

Vantagens da diversidade nas empresas

Comentamos acima que a diversidade pode trazer mais produtividade para a empresa, mas não é só isso. Confira outras vantagens:

Mais criatividade

Ao proporcionar aos colaboradores um espaço onde as diferenças são valorizadas, as equipes de trabalho têm mais liberdade para expressar a sua autenticidade e com isso há um aumento da criatividade organizacional.

Um ambiente diversificado gera o desenvolvimento de novas ideias e conceitos entre os colaboradores. E a diversidade nas empresas traz um potencial criativo para os negócios, pois quanto mais diversificada for a equipe, maior o número de ideias e maior será a chance da organização alcançar os resultados desejados!

Inovação contínua

Ao proporcionar um ambiente com mais criatividade, surge outro fator importante para o sucesso da empresa, a inovação.

De acordo com um estudo da revista Forbes a diversidade nas empresas é um dos principais fatores para ter um ambiente inovador e também indica ser um elemento-chave para um crescimento global.

Uma força de trabalho inclusiva e diversificada é fundamental para as empresas que buscam atrair e reter os melhores talentos, e isso fortalece o desenvolvimento de uma cultura de inovação. 

Menos conflitos

Ao ter uma empresa que olha para a diversidade, os conflitos são muito menores. Isso ocorre, pois há uma política saudável de convivência entre as pessoas e elas têm mais recursos para lidar com as diferenças que podem surgir ao longo das atividades.

Com isso, opiniões diferentes não criam atrito, confusão ou até mesmo distorções. E  dependendo da situação, essas diferenças podem se tornar estímulos para um estabelecimento cooperativo em busca de um consenso.

Melhora a marca

Uma empresa que valoriza a diversidade, cumpre o seu papel social que é de extrema importância para a construção de uma boa imagem. 

Desta forma, a sua empresa ganha uma vantagem competitiva muito importante, não só aos olhos dos clientes, mas também de possíveis investidores – que valorizam cada vez mais a diversidade por conta de iniciativas como o ESG -, e também de candidatos que terão uma visão mais positiva da sua marca empregadora.

Isso significa que se a empresa quer ser valorizada, ela precisa adotar uma atitude consciente e responsável para a sociedade.

Melhora do clima organizacional

Empresas onde a cultura da diversidade já é consolidada, possuem um ambiente de cooperação e respeito. 

Com isso há uma melhora da convivência das pessoas, fazendo com que a rotina de trabalho seja mais tranquila e favorecendo para se ter um clima organizacional positivo. 

Menor turnover

Com um clima organizacional positivo, a rotatividade de funcionários tende a ser menor, pois os colaboradores enxergam na companhia lugar de desenvolvimento tanto profissional quanto pessoal.

Isso pode fazer toda a diferença para as empresas, pois quando o número de dispensa é alto, geram-se custos com treinamento de novos funcionários e gastos associados às dispensas, sem contar as despesas com novos processos seletivos.

Melhores resultados

Em um espaço onde a diversidade é promovida há melhora de resultados gerais, pois a empresa está oferecendo ao seu colaborador um ambiente amigável, colaborativo e até mesmo estimulante. 

Com isso, os profissionais se sentem mais motivados e envolvidos para realizarem as suas tarefas do dia a dia, bem como os novos projetos. 

A diversidade nas empresas é algo que traz benefícios para todas as partes, tanto os funcionários quanto os empregadores só têm a ganhar!

Qual o papel do recrutamento e seleção?

E para ter uma empresa com maior diversidade e inclusão existem algumas ações que podem ser feitas pela área de RH, especialmente pela de recrutamento e seleção, Confira algumas delas:

Quadro de funcionários

Antes de começar a contratação faça um diagnóstico do quadro de funcionários da empresa e entenda como ela é composta. Veja quais foram os motivos que levaram a contratação dessas pessoas e o que é possível fazer para aumentar a diversidade e inclusão na empresa.

Cultura organizacional

Até aqui, mostramos o quanto a diversidade é importante para ter uma cultura organizacional sólida e como ela também é importante para entender se há o sentimento de exclusão em algumas equipes da empresa. 

Vale a pena refletir se a cultura da empresa realmente valoriza a diversidade ou se está somente procurando o mesmo tipo de especialista. Leve em conta também se há espaço para inovação e a integração de valores.

Processo de recrutamento

De nada vai adiantar a área de recrutamento e seleção buscar funcionários sempre nas mesmas universidades, com a mesma formação ou na mesma localização, pois isso vai fazer com que a empresa se torne homogênea e sem perspectivas de mudanças.

Uma alternativa para contornar este problema é usar softwares de recrutamento e seleção que identificam as pessoas que realmente se qualificam para a vaga, sem considerar qualquer fator que possa ser considerado discriminatório. Há ainda a contratação às cegas que também pode aumentar a diversidade dentro da equipe.

Entre esses softwares está o TAQE, que por meio da inteligência artificial, reduz o custo e o tempo das contratações, além de automatizar e centralizar a gestão

dos processos seletivos. Nele também é possível definir o perfil ideal de candidato levando em conta características para além do currículo e criar uma visualização dos candidatos em ranking de acordo com o grau de afinidade.

Comunicação interna

O apoio à diversidade não deve ser apenas um dos valores da empresa, mas também deve estar inserido no comportamento do dia a dia dos colaboradores. 

Por isso é necessário trabalhar a comunicação interna, valorizando as diferenças e promovendo treinamentos internos de conscientização e respeito.

A empresa também precisa estabelecer canais de comunicação aberta e promover o acolhimento entre os colaboradores.

Saiba mais: A inclusão começa durante o processo de contratação

O que é recrutamento inclusivo?

Até agora falamos sobre a importância da diversidade e como a área de Recursos Humanos pode atuar para fazer com que a empresa seja mais diversa e inclusiva.

Mas, falando especificamente do recrutamento e seleção, está é uma área do RH que tem maior destaque nos esforços para a estabelecer a diversidade, uma vez que é a responsável pelo recrutamento inclusivo, ou seja, por dar as mesmas oportunidades e condições para profissionais de diferentes cores de pele, gêneros, sexualidade e idades.

Mas também é preciso lembrar que não é só no recrutamento e seleção que se deve ter a inclusão. Ao longo da jornada de trabalho do colaborador, ele precisa ter as mesmas condições que seus pares dentro da empresa. 

Leia também: A inclusão começa durante o processo de contratação

Mas qual a importância do recrutamento inclusivo?

A diversidade é um fator que aumenta o interesse do público pela empresa e por suas atividades. Isso acontece quando a companhia mostra que realmente leva a sério o projeto de construção de um mundo mais inclusivo.

Além disso, os consumidores também esperam uma postura da empresa que demonstre a realização de recrutamento inclusivo e que dê as mesmas oportunidades aos seus colaboradores, independente de raça, gênero, idade, entre outros fatores.

Investir na inclusão e diversidade é garantir a relevância da sua empresa no futuro! 

Equidade e igualdade

Apesar de terem o mesmo objetivo de promover a justiça, a equidade e a igualdade tem conceitos diferentes.

A igualdade busca tratar todas as pessoas da mesma forma, independentemente da sua necessidade, já a equidade trata as pessoas de formas diferentes, levando em consideração o que elas precisam. 

Quando falamos de equidade e igualdade de gênero, podemos dizer que a igualdade se refere a conceder direitos e chances iguais, sem considerar as diferenças de oportunidades às quais homens e mulheres têm acesso. E quando falamos de equidade de gênero estamos falando sobre justiça, considerando a realidade na qual vivemos e o fato de que homens e mulheres têm papéis diferentes em nossa sociedade.

Já quando falamos de habilitações o foco na equidade é o que possibilita que todos tenham as mesmas oportunidades. Isso significa que foco na equidade é um valor determinante para que uma organização seja diversa e inclusiva, ou seja, não basta ter representatividade se a empresa não reconhece e não considera as particularidades e diferentes necessidades de cada colaborador, dando a eles os recursos necessários para que consigam atingir o seu potencial.

A TAQE, por exemplo, acredita que as vagas afirmativas são um movimento necessário para que as empresas sejam um canal de transformação social na busca por uma sociedade igualitária. Nascemos com o propósito de gerar oportunidade para todos e buscamos ser uma conexão entre candidatos e empregadores, gerando valor para a sociedade.

Como implementar um processo de recrutamento inclusivo?

O departamento de RH pode trabalhar de diversas maneiras para trazer mais diversidade para a organização. Essa cultura começa na construção da força de trabalho da empresa e deve ser implementada desde o processo de recrutamento e seleção, como comentamos mais acima.

Também é fundamental que a liderança esteja disposta a ouvir os colaboradores permitindo feedbacks e aceitando sugestões de melhorias. Por isso, a comunicação entre colegas e o trabalho em equipe devem ser sempre incentivados. 

E o RH pode ajudar nessas relações promovendo o respeito e a aceitação. A sua atuação começa já na contratação, passando pela retenção de talentos até os processos internos, como treinamentos e atividades do dia a dia.

Amplie a área de recrutamento

Ao divulgar uma vaga procure publicá-la em diversos lugares, ou seja, expanda as áreas de divulgação de vagas quando for preciso ter um processo de recrutamento, pois assim irá atrair um público mais diversificado.

Invista em treinamentos

Fazer treinamentos sobre diversidade, inclusão e equidade ajuda tanto os funcionários como a liderança a perceber o quanto é positivo ter uma variedade de perfis e vivências na empresa. E isso também ajuda a tornar o ambiente mais acolhedor 

Incentive a diversidade

Não basta ter um processo de recrutamento e seleção mais variado e mais inclusivo, a diversidade deve estar presente em todos os níveis da empresa.

Por isso não basta ficar apenas procurando por números, é preciso considerar a forma como as pessoas são tratadas e buscar a melhor maneira de promover o respeito e a aceitação no ambiente.

Você pode acompanhar como a área de RH pode e deve desempenhar um papel importante na empresa quando o assunto é diversidade. Afinal de contas, essa é a área que pode ajudar os colaboradores a se adaptarem a essa ideia ao mesmo tempo em que atua na inserção dela na cultura organizacional. 

E por conta disso, é preciso ampliar a ética, o respeito e também os conhecimentos para que seja possível fazer as orientações necessárias e favorecer o rendimento da empresa. 

Para saber mais sobre o assunto, confira o e-book da TAQE “Diversidade e Inclusão nas Empresas”