fbpx

3 dicas para líderes de RH à medida que o trabalho remoto se torna a nova norma

A pandemia do coronavírus forçou as organizações a repensar o escritório moderno e a vida profissional cotidiana. Agora, os líderes de RH devem atualizar seus manuais para atender aos melhores interesses das equipes e dos negócios, à medida que o local de trabalho é remodelado.

Agora que já experenciamos parte deste novo rumo de trabalho, podemos compartilhar o que funcionou. Essas 3 dicas tiveram sucesso em envolver ativamente os membros da equipe e manter uma cultura corporativa forte.

1. Não perca de vista a importância da comunicação

Embora o trabalho remoto esteja “funcionando” por enquanto, a comunicação é essencial para a cultura e a produtividade a longo prazo. Com o trabalho remoto vindo para ficar, é vital que os líderes repensem a estrutura de comunicação que era bem-sucedida anteriormente. A frequência e a consistência são críticas.

Consequentemente, incentivei minha equipe a se comunicar três vezes mais frequentemente do que o normal. Pode parecer repetitivo, mas dizer coisas repetidamente garante que sua mensagem seja transmitida. Quando você se sente cansado de repetir, esse é o momento crítico em que sua mensagem ressoa com o público. O excesso de comunicação minimiza o potencial de que os membros de sua equipe preencham o vazio com sua própria interpretação ou presumam o pior.

Por esse motivo, a frequência das reuniões de liderança também deve aumentar e o número de participantes deve ser ampliado para ajudar a garantir que mensagens importantes se espalhem por toda a empresa. Desde o início da pandemia em março, nossas reuniões mudaram de mensais para semanais, pois a urgência em torno da pandemia exige atualizações mais regulares. Eu também incentivo a implementação de campanhas internas semanais e regularmente pedindo contribuições e participação dos membros da equipe.

2. Priorizar o treinamento do gerente remoto

 Embora a liderança seja responsável por estabelecer as bases para uma comunicação clara, isso é mais comumente ativado por seus gerentes. Os gerentes devem ser adaptáveis e empáticos e devem responsabilizar as equipes enquanto trabalham remotamente. São os gerentes que serão a força motriz, dia após dia, por trás da manutenção de uma força de trabalho saudável e produtiva. No entanto, liderar uma equipe remota requer um tipo diferente de estilo de liderança, e mesmo seus gerentes mais talentosos provavelmente terão experiência limitada em lidar com essa transição.

 

Os líderes de RH podem ajudar equipando os gerentes com mais educação sobre como supervisionar com eficácia equipes remotas. Implementar ferramentas de aprendizagem digital – usamos uma chamada Degreed – que oferece treinamento e recursos virtuais, como artigos e podcasts, para ajudar líderes e membros da equipe a aprofundar seus conhecimentos e expandir suas habilidades remotamente em seus próprios horários. Além do treinamento específico para gerenciamento em um ambiente de trabalho remoto, os gerentes também devem receber recursos educacionais sobre como lidar com questões emocionais que podem surgir em suas vidas pessoais ou na vida de seus membros de equipe como resultado dessa crise.

Para os gerentes, ser transparente, encontrar novas maneiras de interagir com os membros da equipe e continuar a oferecer oportunidades de desenvolvimento de carreira para suas equipes continuará sendo uma parte vital do trabalho diário, por isso é essencial ter acesso aos recursos certos.

3. Obtenha feedback regular de suas equipes

Parte de ser um bom gerente e líder também é coletar feedback dos membros da equipe e aplicar consistentemente esse feedback de forma acionável. Oferecer à sua equipe a oportunidade de falar abertamente e anonimamente proporcionará a você uma noção de como sua equipe está realmente se sentindo em relação a suas situações.

Os grupos focais permitem que os indivíduos falem abertamente sobre como estão vivenciando o trabalho remoto e permitem que os líderes identifiquem tendências ou problemas a serem superados. Para aqueles que podem não se sentir confortáveis para falar sobre seus desafios únicos, eu recomendo o uso de pesquisas de pulso regulares para rastrear os pensamentos e experiências de suas equipes para saber onde suporte adicional pode ser fornecido

Depois que o feedback for coletado, os líderes devem se responsabilizar e agir com base nessas descobertas. Quando os problemas são descobertos, determine o melhor curso de ação para resolvê-los. Se uma pessoa está expressando um problema, é provável que muitas outras estejam se sentindo da mesma maneira.

Este ano trouxe um novo conjunto de desafios para todos nós, e é importante agirmos com empatia e promovermos mudanças juntos. Aqueles que ouvem ativamente e comunicam-se com clareza irão emergir para a nova normalidade com um impulso positivo do seu lado.

https://www.forbes.com/sites/forbeshumanresourcescouncil/2020/08/27/three-tips-for-hr-leaders-as-remote-work-becomes-the-new-norm/#53f91f3b5fce